2015/07/30

 
 
Particle Horizon

Why critique failure
on the thing’s visible part, the suggested part?

All parts want to fail into an abidance.
No emission appears 

except for one critical remark in the form of a naughty [drawing--
it defects,

renders the arm, the leg, and the smell,
explodes twice,

costs the arm.
I wonder if dehydration is like this:

A stud-finder detects a metal detector.
I think that dehydration is not like this.

The abstract in rage declares,
“My true love’s orange is orange!”
 
CHRISTINE KELLY, U.S.A., 2014


 
Horizonte de Partículas

Porquê criticar o fracasso
a partir da parte visível de uma coisa, a parte sugerida?
  
Todas as partes querem fracassar e obedecer.
Não aparece nada expresso
  
só uma nota crítica em forma de desenho brejeiro--
deserta,
  
traduz o braço, a perna e o cheiro,
explode duas vezes,
  
sacrifica o braço.
Não sei se desidratação é isto:
  
Um detector de metal oculto detecta o detector de [metais.
Acho que desidratação não é isto.
  
Em fúria, o abstracto declara:
“A laranja do meu verdadeiro amor é cor-de-laranja!”

 


No comments: