2009/12/19

Gustave understood nothing of this. He was the sort of person who might, after much hard study, have finally learnt two phrases from the language of flowers: the gladiolus, which when placed at the centre of a bouquet indicates by the number of its blooms the hour for which the rendezvous is set; and the petunia, which announces that a letter has been intercepted. He would understand such rough and practical uses.

JULIAN BARNES, U.K., in "Flaubert's Parrot", 1984



Gustave não percebia nada disto. Era o género de pessoa que podia, depois de muito estudar, aprender finalmente duas frases da linguagem das flores: o gladíolo que, colocado ao centro dum ramo, indica pelo número dos seus botões a hora a que está marcado o encontro; e a petúnia, que anuncia que uma carta foi interceptada. Usos assim, práticos e rudimentares, ele entendia.

2 comments:

Luiz de Carvalho said...

Não te congratulo por tuas traduções, pois isso é como julgar-te; antes, congratulo-me eu em poder lê-las.

hc said...

:)